MENU
Instale a nossa App
Abrir
 » IGREJA DE NOSSA SENHORA DA MISERICÓRDIA
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA MISERICÓRDIA

Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia

Fruto do empenho do respeitado “cura do Porto”

 

A igreja de Nossa Senhora da Misericórdia foi edificada no lugar de uma antiga ermida datada do século XVI. Esta ermida foi construída a mando do capitão Manuel Rodrigues Canejo e sua mulher Maria de Paiva. Junto a esta havia um albergue para romeiros. Segundo o Padre João José Tavares, no seu livro A Vila da Lagoa e o seu Concelho, por alvará do bispo Frei Clemente Vieira, de 22 de junho de 1690, foi concedida autorização para a edificação da ermida no sítio do Cabouco “onde havia vinte e cinco fogos circumvisinhos e tão pobres que os mais deles não ouviam missa nos dias de preceito, que os ditos capitão e sua mulher pediam licença para se erigir a dita ermida, não só por sua devoção, mas também por conveniência daqueles moradores, para que tivessem missa nos tais dias”.

Sendo a ermida pequena para a população do Cabouco, a Junta de Paróquia, na sessão de 26 de abril de 1847, deliberou edificar novo templo pelo que já fora autorizado por alvará do Governo Civil, a 17 de dezembro de 1847, tendo sido concluída em 1849, data essa inscrita no frontispício. O Padre Cosme José de Sousa que foi coadjutor do cura deste lugar, José Jacinto Ferreira, conhecido pelo “ cura do Porto” por residir no Largo do Porto dos Carneiros foi quem promoveu e levou a efeito a construção da atual igreja. Foi um sacerdote sério e ao mesmo tempo modesto e humilde. Versado na prática do cerimonial foi contratado pelos seus colegas que o tinham como orago, desempenhando rigorosamente as funções do seu ministério, servindo a todos de exemplo. Foi de um zelo inexcedível na construção desta igreja que é de três naves e a viu devidamente provida e ornada de alfaias e vasos sagrados. O último peditório que este padre fez foi para o sino grande. Com o intuito de proporcionar todas as comodidades ao seu povo requereu ao Prelado Diocesano licença para na igreja se fazerem batizados e casamentos e em livros especiais se lançarem os assentos respetivos, bem como os dos óbitos. Noutro requerimento pediu para que os povos daquele curato pudessem na referida igreja satisfazer o preceito quaresmal e o cura só fosse obrigado a ir à paróquia nas segundas, quartas e quintas-feiras. As despesas na construção da atual igreja foram feitas com donativos que se colheram em quase toda a ilha, bem como com a ajuda da Junta de Paróquia. A imagem do orago foi substituída por uma nova no ano de 1905. Foi feita na cidade do Porto pelo escultor José Soares de Oliveira. O retábulo do altar-mor, concluído no ano de 1917, com exceção do forramento do arco, era todo feito de cedro, iniciativa promovida pelo cura Laudalino da Ponte Faria. A 8 de agosto de 1920, benzeu-se uma imagem do Sagrado Coração de Jesus, feita na cidade do Porto.

Trata-se de uma igreja de três naves, com dimensões moderadas e fachada simples, onde se destaca a pedra de lavoura. Importante ressalvar algumas das doações que a benfeitora Família Faria e Maia fez à igreja de Nossa Senhora da Misericórdia, nomeadamente a reconstrução do altar lateral, do lado esquerdo de quem entra na igreja, no qual se encontra exposta uma imagem de Nossa Senhora de Fátima. Este altar foi reconstruído em 1953, por oferta de D. Maria Joana Faria e Maia que presenteou também a paróquia com a referida imagem. A inauguração deste altar foi realizada a 29 de junho de 1953. A imagem de Nossa Senhora de Fátima foi benzida na Quinta do Tanque, propriedade da ilustre família e trazida em procissão, à igreja, pelos próprios donos da quinta.

Por iniciativa da Junta de Freguesia do Cabouco, a igreja foi alvo de algumas obras de restauro ao longo dos anos de 1980 a 1983; a recuperação da pedra da lavoura foi realizada no decorrer do ano de 1993; no ano de 2005, o adro da Igreja foi alvo de obras que o beneficiaram com a colocação de uma rampa de acesso; e em 2007, a 23 de setembro, foram inauguradas as obras para a restauração de todo o conjunto do edifício, aproveitando-se também para alterar em grande medida a sua decoração interior. A Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia representa indubitavelmente uma forte marca da identidade cabouquense que deve ser preservada, precisamente devido ao seu passado único e particular e à singularidade do próprio templo.

Imprimir
Imprimir
Recuar
Recuar
Avançar
Avançar
Calendar
Title and navigation
<<<Agosto 2017>>>
Agosto 2017
dstqqss
303112345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
3456789

Não existem eventos

Ver mais
OPJ 2017
Lagoa Investe
Avisos
Leituras de Água
Editais da Câmara
Ver Links Úteis
2015 Câmara Municipal de Lagoa-Açores. Todos os direitos reservados