MENU
Abrir
Instale a nossa App
 » Bonecreiros
Bonecreiros

 

 


O processo técnico de feitura obedece a determinadas regras e técnicas, pois, sendo um processo artesanal, o fabrico de peças é único e inigualável. As figuras dos presépios da cidade de Lagoa encontram-se espalhados por várias partes dos Açores e, ainda, pelas comunidades de emigrantes do Canadá e Estados Unidos da América.

Rota dos Bonecreiros de Lagoa

 
Maria de Fátima Medeiros Varão

Aprendeu a moldar o barro, “por brincadeira”, há cerca de 40 anos com o seu marido João Raposo de Paiva. Foi adquirindo gosto e aperfeiçoou a técnica com o passar dos anos, dando continuidade ao trabalho minucioso após o falecimento do seu marido.

As formas dos bonecos foram todas feitas pelo seu marido. Já as formas dos bonecos mais pequenos, feitos para o presépio de lapinha, são da sua autoria.

As tradições regionais refletem-se no seu trabalho carregado de simbolismo e expressão.

Contacto telefónico para marcação de visitas: 296 965 265 | 296 965 658 | 296 965 533

Morada

Rua da Fábrica n. º 71
9560-062 Lagoa (Nossa Senhora do Rosário)
37.74ºN, 25.58º W

 

 
António Alberto Cordeiro Amaral

Há quase 25 anos que trabalha no barro. Na sua infância deslocava-se a casa dos bonecreiros e pedia-lhes uma ou duas formas para fazer os bonecos. O seu trabalho na Fábrica de Cerâmica Vieira apurou-lhe o talento. Construiu uma oficina para poder trabalhar e aperfeiçoar ainda mais a sua arte.

O património cultural lagoense e os temas tradicionais açorianos encontram-se presentes nas suas figuras, bem como profissões e ofícios que fizeram parte da vivência do dia-a-dia que já se encontram desaparecidos ou em vias de extinção. António Amaral demonstra uma preocupação em eternizar, no barro, uma Lagoa mais tradicional.

Contacto telefónico para marcação de visitas: 296 912  307 | 963 722 628

Morada
Travessa do Machado, 5
9560-134 Lagoa (Santa Cruz)
37.75ºN, 25.56ºW

 

José Morais

Tal como a maioria dos antigos ceramistas, José Morais vivia na rua das fábricas de louça da Lagoa.  Começou a trabalhar na Fábrica de Cerâmica Leite aos 13 anos de idade com a tarefa de transportar o barro que era utilizado no fabrico das peças. Três anos depois aprende a vidrar a louça, passando a trabalhar, posteriormente, no processo de cozedura. Mas é aos 15 anos que aprende, juntamente com os seus irmãos, António Morais e Libéria Morais, a fazer bonecos de presépio com o seu tio, João Carlos Bilhete. Na década de 60 estes três irmãos faziam e vendiam bonecos de presépio no Mercado da Graça, em Ponta Delgada.

Após um período de interrupção, em 2014 José Morais regressa à atividade de bonecreiro, reproduzindo muitos dos seus bonecos a partir de formas cedidas pelo seu irmão António Morais que, adoentado, viu-se obrigado a deixar o seu brilhante labor como bonecreiro de sucesso da Lagoa.

Contato telefónico para marcação de visitas: 296 704 797  | 964 112 300 | 916 184 451

Morada
Rua da Fábrica n. º 48
9560-062 Lagoa (Nossa Senhora do Rosário)
37.74ºN, 25.58ºW
Facebook

 

 
João Manuel Cabral Arruda

João Arruda é o mestre bonecreiro residente do Convento dos Franciscanos.

Desde a infância que sempre gostou de bonecos de presépio e de fazer “quartos-de-presépios”. Mas só a partir de há alguns anos é que decidiu enveredar por esta arte em horário pós-laboral. Para o efeito, João Arruda participou em formações e workshops que lhe facultaram conhecimentos básicos sobre a moldagem e cozedura do barro. O resto foi adquirindo pela experiência.

Na oficina improvisada nas traseiras da sua moradia, João Arruda vai construindo os seus moldes em gesso e vai conjugando no seu saber e nas suas mãos o conhecimento das tradições populares da sua terra. Nas suas representações utiliza variadas temáticas, desde representações associadas à agricultura, à religião, às profissões, assim como outras temáticas relacionadas com o quotidiano profano e religioso micaelense.

Contato telefónico para marcação de visitas: 961 949 562
 
Morada
Travessa da Longueira n. º 4
9560-122 Lagoa (Santa Cruz)
37.75ºN, 25.56ºW

 


Rui Amorim Borges

É o mais jovem bonecreiro do concelho de Lagoa. Natural da Vila de Água de Pau, desde muito novo começou a executar trabalhos manuais. Não só criava trabalhos em barro, mas também como em outros materiais.

Recentemente, começou a aprender e a trabalhar com moldes para a criação de figuras de presépio. Para além dos tradicionais moldes de gesso, desenvolveu moldes de gesso e de silicone. Estes consistem em duas partes: a parte do silicone é a parte onde fica a impressão detalhada da peça e a parte do gesso serve para dar firmeza devido à flexibilidade do silicone.

O seu trabalho incide-se sobretudo a representações do património religioso da Vila de Água de Pau. No entanto, a Natividade e os Reis Magos também já se encontram no seu acervo, bem como outros monumentos emblemáticos da ilha de São Miguel.

Contacto telefónico para marcação de visitas: 914 469 621

Morada
Travessa da Arrochela
9560-210 Água de Pau
Facebook
37.72ºN, 25.51ºW

Imprimir
Imprimir
Recuar
Recuar
Avançar
Avançar
Calendar
Title and navigation
<<<Dezembro 2019>>>
Dezembro 2019
dstqqss
24252627282930
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930311234

Ver mais
Abrir
Em atualização
Lagoa Investe
Avisos
Leituras de Água
Editais da Câmara
Ver Links Úteis
2015 Câmara Municipal de Lagoa-Açores. Todos os direitos reservados